PESQUISAS EM DESENVOLVIMENTO

Pesquisas atualmente em desenvolvimento no âmbito do grupo

Prof. Dr. Marcos Fábio Belo Matos

PELO INTERIOR: OS 40 ANOS DA UFMA EM IMPERATRIZ.

     O projeto foi elaborado com o objetivo de (re)construir, a partir de narrativas dos sujeitos que vivenciaram, a instalação e a consolidação da UFMA na cidade de Imperatriz, que em 2020 completa 40 anos. O desenvolvimento se dá por meio da realização de entrevistas com pessoas selecionadas da comunidade da UFMA (alunos, técnicos e docentes). Já foram realizadas entrevistas com: um professor fundador do curso de Pedagogia; o primeiro diretor do campus; três alunas da primeira turma de Pedagogia; uma aluna da primeira turma de Direito.

     O projeto já produziu os seguintes artigos: “Entrevista em Jornalismo e em História Oral: Aproximações e Distanciamentos”, apresentado no Intercom Regional Nordeste, em 2019; “Memórias dos primeiros anos da UFMA em Imperatriz: a voz dos sujeitos”, inédito; “Os 40 anos da UFMA Imperatriz: O Jornalismo Como Memória”, inédito. O projeto tem financiamento do programa PIBIC-UFMA 2019-2020. O projeto tem como equipe de efetivação: Marcos Fábio Belo Matos; Hugo Pereira de Sousa Leite; João Carlos Alcântara; Rosana Ferreira Barros; Rafael Mendonça Pestana.

Profa. Dra. Regysane Botelho C Alves

A CIDADANIA INFANTIL NA NOTÍCIA: A CONSTRUÇÃO DE UM DISCURSO SOBRE A INFÂNCIA.

      A pesquisa se insere na interface entre Linguística, com foco na Análise de Discurso Crítica, e a Comunicação Social, mais especificamente na área de Jornalismo. O objeto de investigação são os espaços de atuação das crianças em nossa sociedade, neste caso, especificamente, a participação cidadã das crianças e o modo como ações infantis nessa esfera são representadas na mídia. O projeto está investigando as construções discursivas construídas pelo jornalismo a respeito da participação cidadã de crianças e jovens tanto em âmbito nacional quanto internacional.

      Neste momento, está sendo feito o mapeamento das reportagens publicadas em sites de notícias e análise discursiva dessas construções. De cunho qualitativo, a pesquisa utiliza aportes teóricos das áreas relacionadas ao objeto de estudo, tais como Teoria do Jornalismo, Cidadania, Sociologia da Infância e demais áreas, e instrumentos de coleta de dados da pesquisa documental para construção do corpus da pesquisa. A análise dos dados será realizada com base na Análise de Discurso Crítica. Esperamos contribuir para desenvolvimentos teóricos sobre a mídia como espaço discursivo de interação e exercício de cidadania e com as discussões em torno da percepção social sobre as crianças, principalmente no que diz respeito à sua participação política, apontando se reforça os valores culturalmente construídos para as crianças e a infância, situando-as como vulneráveis, inocentes e dependentes; ou se apontam uma nova construção social para elas.

 

PESQUISAS REALIZADAS

Aqui estão descritas as pesquisas já realizadas pelo grupo

Prof. Dr. Marcos Fábio Belo Matos

O PAPEL DO PROGRESSO:  MIDIATIZAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DA FÁBRICA SUZANO PAPEL E CELULOSE, EM IMPERATRIZ-MA

O projeto foi elaborado com o objetivo geral de compreender as estratégias de midiatização que a empresa Suzano de Papel e Celulose utilizou durante o seu processo de implantação em Imperatriz (de 2011 a 2015), e como isso produziu sentido na mídia. Foram estudados o jornal O Progresso e os 10 maiores blogs informativos locais. O projeto teve, como resultado, a produção dos seguintes artigos: “O Papel do Progresso: uma Análise da Presença da Fábrica Suzano de Papel e Celulose em O Progresso”, apresentado no Intercom Regional Nordeste (2016); “O leitor invisível: análise da presença do leitor no material publicado sobre a implantação da fábrica Suzano papel e celulose, no jornal ‘O Progresso’ e em blogs informativos de Imperatriz-MA”, publicado na Revista Rizoma (2016); “Produção de sentido e efeitos de protagonismo na cobertura de um jornal local: análise de narrativas”, publicado na Revista Ãncora (2017); “Mapeamento dos veículos de comunicação da cidade de Imperatriz-MA”, publicado na Revista Pauta Geral (2019); “O papel do progresso: operações de midiatização sobre a implantação da Fábrica Suzano Papel e Celulose, na mídia de Imperatriz-MA”, publicado na Revista Rizoma (2019). O projeto contou com a colaboração da bolsista voluntária, Leticia Holanda de Sousa.

Profa. Dra. Regysane Botelho C Alves

CRIANÇAS EM COMERCIAIS DE TELEVISÃO: A INFÂNCIA DISCURSIVAMENTE REPRESENTADA

Este projeto se insere na discussão sobre o espaço das crianças na sociedade, destacadamente nos espaços midiáticos nos quais ela atua como promotores/as de segmentos, empresas e produtos. Contou com a colaboração de três alunas da UFMA -CCSST: Elane Silva Sousa; Nayara Nascimento de Sousa; e Maria Andressa Sousa Almeida. Investigamos o processo de midiatização da imagem infantil em redes sociais, com especial interesse nas que se tornam “digital influencers”, mantendo o foco na análise discursiva de como as crianças são discursivamente representadas nesse contexto. Foram analisados 12 perfis de digital influencers mirins ou influenciadores digitais da cidade de Imperatriz-MA utilizando o aporte teórico e metodológico da Análise de Discurso Crítica. O projeto teve, como resultado, a apresentação dos seguintes trabalhos em congresso: Análise discursiva identitária de perfis do digital influencer mirim, de Elane da Silva Sousa (publicação secundária); e #Elenão: análise discursiva de títulos e subtítulos de notícias veiculadas sobre as manifestações de 29 de setembro, da Nayara Nascimento Sousa (publicação secundária). Além disso, a Elane Silva Sousa defendeu Trabalho de Conclusão de Discurso com o título “INFÂNCIA E MÍDIA: construção midiatizada das identidades dos influenciadores digitais infantis nos perfis do Instagram da cidade de Imperatriz/MA”.

Profa. Dra. Regysane Botelho C Alves

JORNALISMO COLABORATIVO E CIDADANIA: ANÁLISE CRÍTICO-DISCURSIVA DO PROJETO “O BRASIL QUE EU QUERO” DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO

O projeto buscou se inseriu nas discussões sobre a relação entre jornalismo e cidadania pelo olhar da Análise de Discurso Crítica. O objetivo da pesquisa foi investigar os discursos construídos no projeto “O Brasil que eu quero” da Rede Globo de Televisão. A pesquisa, ao problematizar a prática de jornalismo cidadão, discutiu os conceitos de audiência, participação e colaboração. E logo ficou evidente a modificação dos padrões tanto da audiência quanto de sua participação e colaboração devido ao avanço dos meios de comunicação, com especial destaque para as interações promovidas pela Internet nos meios de comunicação de massa. No que diz respeito às relações de poder entre mídia e audiência, essa modificação surge como reflexo de uma diminuição da assimetria entre esses interlocutores, pois a audiência sai da posição de receptora das informações e passa a também ocupar o papel de produtora de informações. Como resultado desse projeto, foi apresentada uma comunicação oral no SIMCOM – Simpósio de Comunicação da Região Tocantina - 2018, intitulado O Projeto “O Brasil que eu quero” da Rede Globo como uma proposta de Jornalismo Cidadão. Com base nesse trabalho, foi também elaborado e apresentado o artigo O Projeto “O Brasil que eu quero” da Rede Globo de Televisão: Uma Proposta de Jornalismo Cidadão? de autoria de Gabriel Henrique F. Severino; Lianna Carolina Arraes Oliveira e Lucas Milhomem da Silva, que foi apresentado no XXI Intercom - Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste - 2019.